Exames

Avalia o potencial de visão através de meios pouco transparentes, como catarata, alterações de córnea, entre outros.

O exame, indolor, não invasivo e de não contato.

Orientações: exame requer a presença de um acompanhante, pois pode ser necessário realizar a dilatação da pupila.

Este exame avalia em detalhe as superfícies anterior e posterior da córnea, a espessura e análise Scheimpflug. Importante no diagnóstico de ceratocone, investiga a progressão ou estabilidade das deformidades corneanas (tratadas ou não). É ferramenta importante no planejamento de cirurgias ou pós-cirurgias.

Orientações: Suspender o uso de lentes de contato no mínimo dois dias antes do exame.

Exame que avalia a funcionalidade dos vasos da retina, utilizado em pacientes com retinopatia diabética e outras alterações da corioretina (vasculares, tumores, edemas, doenças degenerativas).

Indolor, o exame utiliza contraste venoso de fluoresceína ou indocianina.

Orientações:

  • É importante relatar doenças e alergias existentes no questionário apresentado.
  • Pode ser necessária a dilatação da pupila, exigindo a presença de um acompanhante.
  • Também podem ocorrer náuseas, tontura ou coceira nos olhos durante ou após o exame.
  • Suspender o uso de lentes de contato no dia do exame.

Tem a função de realizar as medidas que possibilitam o cálculo da lente intraocular na cirurgia de catarata, no acompanhamento de miopias e de outras alterações oculares. Pode ser de contato ou não-contato, dependendo da transparência dos meios (catarata densa ou outros).

O exame, que é indolor, deve ser realizado sem lentes de contato. Não requer a presença de acompanhante.

Avalia a extensão do campo de visão em cada olho. Esse exame – indolor, não invasivo e de não contato – é importante no diagnóstico e acompanhamento do glaucoma e, também, em doenças neurológicas.

Orientações: o paciente deve trazer seus óculos e/ou lentes de contato.

Avalia a estabilidade e o nível da pressão intraocular ao longo do dia. Ele é utilizado para detecção e acompanhamento do glaucoma. 

Orientações: o exame requer a utilização de colírio anestésico e corante de fluoresceína e não requer acompanhante.

Indolor, não invasivo e de não contato, este exame avalia, por meio de foto digital 3D colorida, a evolução do dano do glaucoma ao nervo óptico.

Orientações: exame requer a presença de um acompanhante, pois pode ser necessário dilatar a pupila.

Fotografias digitais especiais das estruturas anteriores do olho, que são utilizadas para documentação do diagnóstico e evolução do tratamento de diversas doenças, como pré e pós-operatório de transplante, lesões oculares e de pálpebra.

Orientações: Simples e indolor, não há a necessidade de acompanhante.

Avalia o ângulo de escoamento do humor aquoso (líquido produzido no interior do olho), para classificação e orientação do tratamento do glaucoma.

Orientações: o exame é indolor e de contato, não precisa de acompanhante.

Material: G-4 (Volk, EUA), Sussman Lens

O procedimento é indicado para avaliar e acompanhar as diversas alterações do vítreo e retina, como retinopatia diabética, hipertensiva, sinais, tumores, inflamações, distrofias e doenças degenerativas.

A avaliação de toda a extensão da retina é feita com a dilatação da pupila, com lente ou aparelhos especiais.

Orientações: exame requer a presença de um acompanhante.

Indolor, não invasivo e de não contato, o procedimento avalia a quantidade e a qualidade de células endoteliais da córnea.

Sua realização é indicada antes de cirurgias de catarata, glaucoma e transplante de córnea, no diagnóstico de alterações corneanas e no uso de lentes de contato.

Rápido, indolor, de contato, não invasivo, o procedimento mede a espessura central da córnea e é indicado para acompanhamento e avaliação de casos de glaucoma, ceratocone, cirurgia refrativa, edema de córnea, e outras patologias.

Orientações: pode ser preciso suspender o uso de lentes de contato até cinco dias antes do exame.